Manual do terno

publicada em 07.10.08

Símbolo de status e elegância, o terno é uma das peças mais características e tradicionais do guarda-roupa masculino. Para acertar na escolha do terno ideal, é preciso atentar à alguns detalhes. Confira nesta matéria algumas dicas para comprar um bom terno e não fazer feio na hora daquela reunião importante ou do casamento de seu melhor amigo.

A primeira coisa que devemos ter em mente é que diferentes ocasiões pedem diferentes ternos, com cortes, padrões de cores e tecidos variados. Se você necessita de um terno para o trabalho, um cinza entre médio e escuro ou azul marinho com lapelas tradicionais, as chamadas notch, atendem bem sua necessidade. Para eventos sociais, um de corte moderno mais pro slim fit com lapelas pontudas (peak ones) e preto é imbatível. No entanto, um marinho escuro, do tipo midnight blue ou mesmo um cinza escuro podem ser uma boa alternativa para fugir da tradicional escolha.

Cuidado com as lapelas

Como tudo na moda, elas devem seguir a escala do seu corpo. Por exemplo, um torso cheio, estufado ou largo pede uma lapela que não seja muito fina. Se o contrário for o caso e o seu torso for mais comedido, vá com uma média ou mais fina para ficar de acordo com a sua escala. A largura da gravata usada segue a dica da lapela. E uma lapela notch, que vem a ser a tradicional “picotada”, é sempre uma boa pedida para o dia ou para a noite. E cuidado com as pontudas – elas podem sofisticar demais sua composição. Vão bem para uma festa ou um evento menos formal, mas não combinam com o dia-a-dia de um advogado ou um empresário mais tradicional.

Fitting

O segredo de um bom terno não está na marca ou no valor da etiqueta. O caimento é essencial. E para obter o caimento perfeito, ajustes serão necessários, porque se o terno não for feito exclusivamente para você a partir do zero, não tem como vestir bem o seu corpo. Portanto, ajustes sempre. Sem exceção. E para ter a noção exata do caimento perfeito, leve com você para a sua caçada ao terno mais do que perfeito, uma camisa e o sapato que você pretende usar com ele. Nem se atreva a usar camiseta e tênis para tal, pois nunca terá a visualização exata de como o terno fica em você.

Um lembrete importante: na hora de experimentá-lo, pelo menos quando tiver achado o provável eleito, coloque todas as suas tralhas como celular, chave do carro, carteira e pda, nos bolsos pra ver como ficará. Só adicionando todos os elementos que estarão presentes com o seu terno é que você poderá avaliar se de fato ele cai bem - ou não - em você.

Se você é daqueles que gosta da opinião de alguém, descarte os vendedores e leve um amigo ou amiga (de bom gosto) e bem sincero. E também procura uma loja com uma ampla seleção de ternos, de tamanhos, tecidos e modelos diferentes para você ter opções.

A escolha

Começando de cima para baixo, se o paletó não ficar perfeito no ombro, já pode procurar outro tamanho ou modelo, pois este não é pra você. Ombro não tem como ajeitar. Para saber se está certo no ombro, o terno não pode ficar além dos limites e nem aquém. Sem fazer rugas ou repuxes na região e nem volumes quando reto. Não utilize enchimentos adicionais, deixando-os o mais natural possível, sempre estruturados, mas sem parecer um tight end de futebol americano.

Dito isso, o paletó perfeito pra você é aquele que abotoado vai estar confortável, mas imponente e bem ajustado à sua silhueta ideal. Não deve provocar rugas e repuxadas quando fechado e nem restringir os seus movimentos. Mas não deve também ficar confortável demais a ponto de permitir mais do que um punho (mão fechada) entre o paletó e o seu tronco. Ouvir aquele maldoso comentário de que o defunto era maior do que você não vai lhe agradar.

As cavas das mangas devem ficar o mais altas e justas possíveis, caso contrário comprometerá o caimento do paletó, principalmente quando o braço for levantado.
As lapelas devem ficar planas e nunca cobrir, pelo menos o primeiro botão da camisa. Quanto mais baixo você for, melhor que o primeiro botão do paletó fique baixo ou o mais baixo possível para te dar “altura”. Se por um outro lado você for altão, o primeiro botão do paletó pode sim ficar mais alto.

A gola do paletó atrás não levanta e nem deve ficar afastada da camisa. E corcundas não são parte de look ternal nenhum. Pince e ajeite. Lembre-se que o colarinho da camisa deve aparecer por trás do paletó mais ou menos um dedão. E que a gola atrás do paletó nunca deve ficar sambando e sim assentada junto à camisa.

Quando o paletó estiver aberto, as partes de trás e da frente devem cair retas, senão há algo errado com o “equilíbrio” do mesmo. Repare ainda em possíveis defeitos de construção do tipo pregas e volumes nas cavas e outros como mangas retorcidas, pregas indevidas, costuras descosturando, botões fracos, ombros repuxados e ondulados.

Evite aqueles paletós quadradões, com caimento reto e sem silhueta. Mesmo que você esteja um pouco acima do peso ou tenha barriga. Nenhum corpo fica bem em um formato retangular. O ideal é fazer com que a silhueta do seu terno dê uma boa forma ao seu corpo, dando uma leve “cinturada” nele.

Os cortes na parte de trás dos paletós também devem ser levados em consideração. Preferido pelos americanos, paletós com um corte só, simples e centrados, são mais tradicionais. Os europeus já procuram um pouco mais de ousadia e utilizam dois cortes, um de cada lado.  Se você tem quadril largo ou um traseiro digamos, volumoso, pode se sentir mais confortável com fenda dupla. Não esqueça de conferir o caimento e a simetria.

Procure sempre um paletó de abotoamento simples, evitando os jaquetões de abotoamento duplo, que são mais controversos e passam a idéia de um look um tanto quanto “quatrocentão”. Para abotoar, a regra já é antiga – nunca abotoe todos os botões. No caso de 3 botões, lembre-se do “às vezes, sempre e nunca”: o de cima é opcional, dependendo da sua altura. O do meio sempre e o de baixo nunca. Infalível! Para 2 botões, o de cima sempre será abotoado e o de baixo nunca. E não importando o número de botões, em situações um pouco mais descompromissadas, desabotoe todos para sentar-se ou caminhar (mas não se esqueça de abotoar quem deve ser abotoado ao levantar-se).

Por fim, as medidas. Nas mangas a camisa deve aparecer um dedo além da manga do paletó. O diâmetro da abertura dela deve ser por volta de 15cm ou o suficiente somente para enquadrar graciosamente o punho pra fora da sua camisa. No comprimento, deve cobrir o bumbum de todos. Nos mais baixinhos ele pára bem na curva do bumbum com a perna. Nos outros, ele pode descer um pouco mais se necessário for, sempre pensando em equalizar perna e tronco (calça e paletó) para que visualmente dividam o seu corpo em tamanhos iguais.

Na próxima matéria ajudaremos você a escolher a calça certa para a composição perfeita. Fique ligado!


Acontece

29.06 QUINTA

:: nenhum evento programado ::

30.06 SEXTA

:: nenhum evento programado ::

01.07 SÁBADO

:: nenhum evento programado ::


Cadastre-seGrátis


Especial


quem somos | condições de uso | política de privacidade | política de opiniões | política de avaliações | publicidade | anuncie seu estabelecimento | divulgue seu evento | fale conosco

 


Warning: Unknown: write failed: Disk quota exceeded (122) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/tmp) in Unknown on line 0